Há um ditado que diz que se um cavalo selado passa em nossa frente, temos que subir imediatamente porque pode ser que ele somente passe uma vez na vida. O cavalo selado é a metáfora da oportunidade que, segundo a frase, surge raramente em nossas vidas.

Mas, no final das contas a gente acaba usando esse ditado – de forma consciente ou inconsciente – como justificativa para aceitar tudo o que aparece na nossa frente.

Para muita gente, todas as propostas, todos os desafios e todos os pedidos de ajuda representam oportunidades. Isso faz com que a gente diga sim para tudo! E ao topar tudo o que é apresentado para nós acabamos inevitavelmente gerando duas situações:

  • Uma ansiedade absurda para fazer com que tudo dê certo, que a gente dê conta do recado e para ver qual é a oportunidade escondida atrás de tanto trabalho;
  • Assumimos um compromisso com as pessoas quando dissemos “sim” para o que nos foi proposto. O compromisso é considerado como um dos princípios psicológicos que governam nossas atitudes, conforme citado por Robert Cialdini em seu livro “As Armas da Persuasão”.

Será que tudo o que aparece diante de nós é realmente uma oportunidade disfarçada? Acredito que não! Então talvez o nosso grande desafio seja saber filtrar os fatos que surgem em nossas vidas.

Mas como fazer isso? Como saber se algo inesperado que surge para nós é uma oportunidade, uma armadilha, ou simplesmente um fato? Penso que para respondermos a esta questão seja necessário respondermos a outras:

  • Qual é o elemento principal que faz com que o cavalo selado pareça uma oportunidade? Sempre haverá algo que faz com que as coisas que surgem para nós pareçam uma oportunidade e quando identificamos o que é torna-se mais fácil saber se estamos diante de uma oportunidade ou não;
  • Essa “oportunidade” é congruente com nosso propósito ou objetivo de vida? Essa questão é importantíssima, pois muitas vezes somente enxergamos oportunidades em coisas que envolvam somente ganhar dinheiro. Só que às vezes a forma de ganhar esse dinheiro não é congruente com nossos valores. Se o fato que aparece faz com que a escolha se torne algo do tipo “tudo por dinheiro”, é bom desconfiar.

Por experiência própria eu digo que as respostas às perguntas acima ajudam muito a filtrar as coisas que aparecem em nossas vidas. E faz com que a gente consiga sempre estar preparados para identificar as verdadeiras oportunidades quando elas surgirem.

Aliás, eu realmente acredito que as oportunidades surgem em nossas vidas, mas eu tenho certeza de que elas não são tão raras assim. Elas vêm e vão e eu tenho certeza de que iremos saber aproveitá-las na hora certa.

Também tenho certeza de que as oportunidades não vêm prontas, embaladas com belos papeis que caem no nosso colo como presentes de criança. Pelo contrário: as oportunidades vêm disfarçadas de trabalho. Muito trabalho! Estar disposto a trabalhar é um dos fatores que irão atrair oportunidades para nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.