Quando a gente descobre o nosso Perfil Comportamental, logo ficam claros os pontos em que precisamos melhorar, assim como ficam claros os nossos pontos fortes e as nossas principais características – aquelas que vão definir a impressão que a gente causa nas outras pessoas.

Só que quando se trata do Perfil Organizacional, as pessoas ficam com dúvidas a respeito do que fazer depois de descobrir o perfil da sua empresa. Aliás, as pessoas costumam ficar com dúvidas não só a respeito de quais ações tomar com relação aos pontos de melhoria e as características apontadas pelo Perfil Organizacional, mas principalmente em como abordar esses pontos e por onde começar a mudança.

Confesso que as respostas para estas dúvidas não são difíceis de encontrar. Muito pelo contrário. A dificuldade maior diz respeito em colocar em marcha um processo que venha a contribuir positivamente para os pontos que precisam ser melhorados na empresa. Sabe por quê?

Porque quando se trata de Perfil Comportamental, estamos falando de uma pessoa, de um indivíduo. E assim cabe a cada um ter consciência de seu perfil e das coisas que precisa ou deseja fazer para melhorar algumas características apresentadas em seu Perfil Comportamental. Quando se trata de somente uma pessoa, as decisões e as ações são mais fáceis.

Mas, quando se trata de Perfil Organizacional, estamos falando de uma empresa, de várias pessoas e de uma história cujas raízes muitas vezes estão bem fincadas e que custam a permitir que determinadas mudanças de cultura ou de perfil ocorram.

Não se trata de má vontade das pessoas ou do apego à zona de conforto. Tampouco diz respeito ao fato de não querer mudar. Essa dificuldade tem a ver com o fato de que mudanças organizacionais são mais complexas e, por consequência, mais lentas.

Mas o que pode ser feito a respeito?

O primeiro passo é ter consciência do Perfil Organizacional, de suas características e pontos de melhoria. Quando sabemos disso fica mais fácil entender os motivos que levam a empresa a tomar determinadas decisões e os motivos que fazem com que ela encontre algumas dificuldades ligadas a questões como planejamento, comunicação, etc.

O próximo passo é realizar um Alinhamento Estratégico, que acontece quando os líderes são convidados a olhar para a empresa de uma forma mais ampla (para a frente, para os lados e para trás), de modo que essa visão mais ampla use toda a história e cultura organizacional como alavanca para as mudanças que deseja fazer.

Como o próprio nome diz, o Alinhamento Estratégico fará com que a atuação dos principais líderes da empresa esteja alinhada com a estratégia que a empresa adotará para chegar ao “norte” desejado.

Mas, é importante lembrar que não existe Perfil Organizacional ruim ou inadequado. Assim como no Perfil Comportamental, a questão principal é saber se a forma como a empresa está atuando – em termos de liderança, gestão, inovação, etc. – é congruente com aquilo que a empresa quer para o seu futuro e com aquilo que o mercado deseja receber. Essas informações são fundamentais para que todos estejam alinhados e em direção dos mesmos objetivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.