Quando se fala em processo de Coaching é comum pensarmos que os momentos mais importantes do processo são aqueles em que a pessoa está reunida com o Coach, durante as sessões. Esse pensamento é verdadeiro, afinal é nestes momentos que o processo toma forma e é quando começamos a colocar em práticas as ações que precisamos.

No entanto, para que estes encontros sejam produtivos e o processo seja um sucesso é fundamental prestarmos atenção para o que acontece antes e depois do processo de Coaching. É o que chamo de pré-processo e pós-processo.

Costumo dizer que o processo de Coaching começa no pré-processo, que é quando a pessoa sente-se inquieta, com a sensação de que algo precisa ser feito, algo precisa ser mudado. É quando ela começa a ler mais sobre Coaching, pesquisa e entrevista profissionais e toma a decisão de começar o processo. É nesta fase que acontece dois passos muito importantes para a mudança: a descoberta e a decisão.

Outra etapa importante do processo de mudança é a ação, que acontece quando o processo está em andamento. É a fase da realização do processo de Coaching propriamente dito.

Quando o processo termina, é comum surgir um sentimento de que o Coaching deveria continuar. E o processo deve continuar mesmo, só que esta continuidade acontece quando a pessoa assimila e aplica novas competências, novos comportamentos e atitudes na sua vida. E haverá sempre, claro, a possibilidade de que o Coach continue acompanhando e conversando com a pessoa nesta fase de pós-processo.

———————————————————-

PRÉ-PROCESSO

1

Inquietação

2

Pesquisa

3

Definição

Motivos: a pessoa está inquieta, o que lhe motiva a procurar as causas desta insatisfação.

Competência: o currículo, experiência e referências do Coach são fundamentais para definir o profissional mais adequado para o trabalho.

Contratação: é a decisão! É o pontapé inicial do processo.

Certeza: essa jornada em busca de resposta lhe traz uma certeza: a de que precisa e vai procurar ajuda especializada para trabalhar os motivos da sua inquietação.

Empatia: de nada adiantarão o currículo e experiência se a pessoa não se identificar com o Coach e não houver empatia entre eles.

 

 

PROCESSO

1

Início

2

Desenvolvimento

3

Fechamento

Objetivos: a declaração de objetivos é fundamental para definir o rumo que o processo de Coaching deve tomar.

Aplicação: várias ações são acordadas entre o Coach e o cliente e é a aplicação delas que levará o cliente a alcançar os objetivos desejados.

Resultados obtidos: é a análise da evolução e crescimento do Coach e das metas alcançadas durante o processo.

Estado atual: o estado atual da pessoa é o ponto de partida. Identificamos o perfil, os pontos fortes e os pontos que precisam ser desenvolvidos.

Feedback: em cada sessão há um feedback, um acompanhamento e um posicionamento a respeito do andamento das ações e do processo.

Próximos passos: tem a ver com a continuidade da aplicação das ações e as novas metas a serem alcançadas pelo cliente.

 

PÓS-PROCESSO

1

Continuidade

2

Acompanhamento

Novas competências: são os novos comportamentos e atitudes que foram consolidados durante o processo e que passam a fazer parte da vida da pessoa.

Converse com seu Coach: o relacionamento entre Coach e cliente não acaba quando o processo termina. O Coach deverá ser visto sempre como um aliado para seus projetos.

 

 

Quer saber mais sobre isso?  Você pode conferir todo o flow de um Processo de Coaching no Infográfico que preparamos para você!

Acesse: https://ponteaofuturo.com.br/materiais/como-funciona-processo-coaching-infografico/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.