O dinheiro é essencial para as nossas vidas. E isso não tem nada a ver com materialismo, com futilidade, mas sim com reconhecer que o dinheiro é a merecida remuneração que recebemos por conta do nosso trabalho. Por causa disso é que o dinheiro deve ser tratado com zelo e respeito.

Mas, o dinheiro também é um daqueles temas que representam um verdadeiro tabu para muita gente. Interessante notar que no Brasil há uma grande dificuldade das pessoas em falar sobre dinheiro, sobretudo porque a falta de conhecimentos básicos sobre planejamento e gestão financeira pessoal faz com que nossas decisões e ações acabem sendo equivocadas em muitos casos.

Outro fator que faz com que o dinheiro seja algo com o qual as pessoas tenham um relação conturbada é a falta de controle no que diz respeito ao seu consumo. Há várias explicações econômicas e históricas que justificam isso, mas o fato é que o fácil acesso ao crédito e à compra de bens de consumo tem endividado muita gente.

Diante disto, o planejamento financeiro passa a ser um item fundamental para a vida das pessoas e das famílias. Apresento aqui uma lista de três motivos que considero fundamentais para desenvolvermos um plano financeiro pessoal e familiar.

Ter lucro

Assim como as empresas precisam de lucro para sobreviver, as pessoas precisam ter lucro para terem mais tranquilidade e estabilidade financeira.

Para “sobreviver” diante das crises e todas as dificuldades decorrentes dela, pois uma parte considerável do povo brasileiro dedica uma boa fatia de suas receitas para o pagamento de juros, tanto os juros mais explícitos – como de cartão de crédito ou de cheque especial – como aqueles que estão embutidos nas compras financiadas que realizamos.

À medida que temos lucro, podemos começar a fazer investimentos e almejar a realização daqueles sonhos que temos há tanto tempo – uma viagem, a casa própria, a faculdade ou o próprio negócio.

Acabar com as brigas

Quando temos lucro passamos a ter mais tranquilidade na nossa vida pessoal e essa tranquilidade passa a ser sentida por toda a família. Muitas casais discutem entre si por conta de questões financeiras, colocando um no outro a culpa pela situação crítica que a família se encontra.

E, quando a discussão não é claramente sobre o dinheiro, é sobre as coisas que desejamos realizar mas para as quais não temos nem o dinheiro necessário e nem a perspectiva de consegui-lo.

Um dos grandes benefícios do Planejamento Financeiro está justamente em apaziguar os ânimos no que diz respeito às discussões sobre dinheiro.

Dar mais valor ao dinheiro

Quando elaboramos um Planejamento Financeiro passamos a dar mais valor ao dinheiro. Ou melhor, passamos a reconhecer quanto esforço dedicamos para conquistá-lo e assim começamos a valorizar não só o destino que damos ao nosso dinheiro, mas também às formas como adquirimos as coisas.

Assim, passamos a adotar o hábito de fazer pesquisas a fim de descobrir os melhores preços e condições para que a gente tome as melhores decisões sobre compra. Ou ainda, para que decidamos se estamos no momento adequado para fazermos as compras que desejamos.

Uma das formas de elaborar um Planejamento Financeiro é por meio do Coaching, pois além de trabalhar em direção dos objetivos desejados a pessoa reconhece também as questões comportamentais que eventualmente a impedem de fazer e seguir seu Planejamento Financeiro.

Além disso, é por meio do Coaching que reconhecemos que o dinheiro é um meio para que a gente possa alcançar nossos objetivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.