Há algum tempo, passava na televisão uma novela chamada “A Força do Querer”. Quando eu ouvi pela primeira vez o nome dessa novela, imediatamente lembrei de um livro, um best-seller chamado: Os Segredos da Mente Milionária”, do escritor canadense T. Harv Ekker.

Embora o título fale de riqueza, este livro abrange muito mais do que isso. O livro fala, principalmente, dos comportamentos e atitudes que as pessoas milionárias têm em comum, mostrando que a riqueza é, antes de mais nada, fruto da forma como pensamos e agimos!

Algumas palavras são muito usadas pelo autor neste livro: crenças, pensamentos, ações, escolhas, atitudes, inspiração, comprometimento

E é aí que entra o título da novela. Todos nós queremos algo: queremos sucesso, dinheiro, prosperidade, paz, saúde, etc. Só que a maioria das pessoas fica somente no querer e acabam não realizando o que desejam. Isso acontece porque a força do querer é superada por outros tipos de força.

T. Harv Ekker explica isso citando que o querer tem, na realidade, três níveis. Tem desdobramentos que são fundamentais para materializarmos aquilo que a gente deseja:

  • O primeiro nível é o querer. Mas o ato de querer tem força limitada. O querer é um hábito que nos leva a continuarmos querendo, nos mantendo num estado de inércia que não necessariamente leva à ação.
  • A “magia” começa a acontecer quando vamos ao segundo nível: a decisão. Decisões representam um passo importante em direção ao que desejamos, pois é quando escolhemos o que vamos fazer.
  • E assim chegamos ao terceiro e mais poderoso nível: o comprometimento. O comprometimento nos leva à ação. Quando estamos comprometidos com algo, significa que iremos dedicar todos os esforços para fazer com que aquilo que desejamos se realize.

Além disso, o comprometimento é uma atitude que contagia, pois quando começamos a trabalhar em prol do que desejamos, os recursos que precisamos acabam surgindo para nos ajudar. Quando nos comprometemos verdadeiramente com aquilo que queremos, a probabilidade de alcançar o que se deseja é muito maior.

Fatalmente, a probabilidade de sucesso das pessoas que decidem (fazem escolhas) e se comprometem com estas escolhas (agem) é muito maior do que das pessoas que ficam se baseando somente na força do querer. Nada contra novelas… Aliás, não tem nada a ver com a novela. Só que ao invés de falar da “força do querer”, acho melhor falar da “força do fazer”, pois somente quando estamos comprometidos e agimos pelos nossos objetivos é que a força do querer faz sentido!

FICHA CATALOGRÁFICA:

EKKER, T. Harv. Os segredos da mente milionária. Rio de Janeiro: Sextante, 2016.

Participe da discussão

1 comentário

  1. Fez e faz muito sentido. Porém estamos no Brasil, um país rico com mentalidade de mendigo ou escravo. E tem alguma razão de ser. Não há incentivos corretos e educação voltada pra essa mentalidade “rica”. E cá pra nós… O pós pandemia será pior. Houve quedas e perdas consideráveis de renda emprego, quebra ou redução de empresas. O pensamento proposto no texto é válido, e muito! Mas temos de ensinar os que partem do zero. são muitos hoje e serão mais adiante. Eis o desafio. Como nós, eu professor e pesquisador do tema, e vocês que geram conteúdos visando o crescimentos de outrem e, por consequencia, do país, temos aí uma grande demanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *