Claro que sim!

Aliás, nunca fez tanto sentido refletir sobre um ano que se encerra como agora. É mais do que necessário fazermos uma espécie de inventário, como se estivéssemos “fechados para balanço”, a fim de pensar sobre tudo o que aconteceu durante esse ano que está terminando.

Muita gente tem dado graças ao fato de 2020 estar terminando. Não há como criticar essa forma de pensar, afinal de contas, esse ano não foi para amadores.

No entanto, temos que lembrar que a virada do ano não vai dissipar os problemas e os efeitos de tudo o que aconteceu em 2020. Não iremos acordar no dia 1º de janeiro de 2021 com tudo resolvido.

A Covid-19 não terá ido embora, a vacina ainda não estará disponível para toda a população, ainda teremos que usar máscaras e obedecer a todos os protocolos de saúde e segurança.

Muitas empresas continuarão com dificuldades, muita gente continuará desempregada e, pior ainda, adoecida por conta do vírus que mudou o mundo em 2020.

Faz muito sentido falar de 2020. Talvez, por conta dessa crise mundial, muita gente conclua que o saldo do seu ano seja negativo. Não me refiro ao saldo bancário, mas sim ao saldo emocional e profissional, que são fundamentais para que tenhamos condições de crescer e prosperar.

Ainda assim, eu proponho que as reflexões que iremos fazer neste fim de ano procurem pelas coisas positivas que aconteceram. Vamos procurar pelas mudanças que ocorreram na nossa forma de pensar e ver e valorizar a vida.

Quer um exemplo? Todos nós precisamos nos distanciar de alguns colegas, familiares e amigos, por uma questão de preservação da saúde segurança de todos. Com o tempo, passamos a sentir falta da convivência com essas pessoas e isso pode fazer com que cada um venha a valorizar ainda mais o tempo dedicado à convivência com as pessoas que são queridas por nós.

Outro exemplo tem a ver com a questão do tempo. Muita gente sempre reclamou da falta de tempo para fazer as coisas (eu era uma dessas pessoas), até que a pandemia fez com que tivéssemos que ficar em casa.

Da noite para o dia, começamos a ter tempo para fazer tudo aquilo que estávamos adiando e muita gente aproveitou bem esse tempo (eu fui uma dessas pessoas). Coisas que estavam engavetadas e que estavam sendo adiadas repentinamente começaram a ser feitas e muita gente vai chegar ao final deste ano feliz consigo mesma pelo fato de ter feito coisas que há muito estava procrastinando.

Também aprendemos coisas novas. Expressões como home-office, lives, webinars, online, etc., nunca ficaram tão populares. E isso é muito bom, porque um mundo de possibilidades de novos conhecimentos e aprendizados se abriu diante de nós, acessível pela tela do nosso computador ou smartphone.

Então, novamente lhe convido a refletir sobre 2020. O ato de refletir sobre o ano que se encerra também ajuda muito no planejamento do ano que começa, pois talvez a gente queira retomar os sonhos e projetos que gostaríamos de ter começado em 2020 e que não realizamos.

Eu acredito que se não pararmos para pensar sobre o ano que está terminando, corremos o risco de deixar novamente de lado coisas que são importantes para nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.