Perceba que o título desse texto é uma pergunta. Nesse momento, você também deve estar se questionando se a tal felicidade no trabalho é, de fato, necessária. Ou ainda, deve estar se perguntando se eu tenho dúvidas a respeito. Ambas perguntas têm sentido e a resposta para elas é sim! Porém, eu preciso explicar o porquê dessa indagação.

Antes de mais nada, é preciso que cada pessoa saiba o que é felicidade para si própria. Qual é o seu conceito de felicidade? Felicidade é algo muito subjetivo e contextual e, o que pode deixar uma pessoa feliz, não necessariamente, irá fazer outra pessoa feliz naquele momento. Tem um episódio do nosso podcast que fala bastante sobre isso e eu te convido a ouvi-lo para entender como a felicidade pode acontecer em nossas vidas.

Mas, quero falar brevemente também sobre uma pesquisa bem legal da Harvard Business Review, que foi publicada em 2019 pela revista Época Negócios. A pesquisa aponta que a busca pelo propósito faz mais sentido do que a busca pela felicidade no trabalho. Tema interessante, sem dúvida, ainda mais quando descobrimos que as pessoas que participaram da pesquisa afirmaram que o propósito é algo mais prioritário do que a felicidade no trabalho pelo fato do propósito ser mais perene, mais estável do que a sensação de felicidade.

Quando perguntadas sobre o que significa o propósito, as pessoas responderam que o propósito é ver sentido no trabalho que realizam. Não tem a ver com ocupar altos cargos estratégicos ou fazer aquilo que sempre sonhou. Muito pelo contrário, tem a ver com algo mais simples: ter a certeza de que o seu trabalho está sendo útil, que faz a diferença para as pessoas e para a empresa e, principalmente, que é realizado em um bom ambiente.

Essa abordagem não é nova. Nos anos 1940, um psicólogo chamado Abraham Maslow divulgou seus estudos sobre a hierarquia das necessidades do ser humano. A Pirâmide de Maslow deixava claro que o ápice da realização pessoal não tem a ver com o dinheiro ou sucesso financeiro, mas sim com o propósito. Pessoas ricas podem encontrar o seu propósito, mas a riqueza não é condição essencial para que isso ocorra.

Isso me faz imaginar que os dias de hoje têm realmente provocado uma mudança importante naquilo que chamamos de vida profissional ou carreira. Talvez essa mudança esteja ocorrendo de forma inconsciente, mas me parece muito claro que a Pirâmide de Maslow está se tornando cada vez mais presente na vida das pessoas. Claro que a maior parte das pessoas nunca ouviu falar de Abraham Maslow e de sua pirâmide, mas isso não quer dizer que ela não faça sentido para nossas vidas.

Aliás, quer saber por que as pessoas têm procurado tanto pelo propósito no seu trabalho? Porque passamos boa parte da nossa vida em função do trabalho e formamos muitas relações pessoais e profissionais no ambiente de trabalho. As pessoas querem trabalhar, mas também querem que essa parte significativa da vida seja prazerosa e faça sentido.

Se você é uma dessas pessoas, está tudo certo! Desejo que a sua busca pelo propósito seja bem-sucedida porque assim, certamente, você irá encontrar a felicidade no trabalho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.