• 6ª Temporada
  • Temas Relevantes para Carreiras Importantes

  • Nossa missão é compartilhar conteúdos que influenciam positivamente as pessoas. Para isso é fundamental estarmos atualizados e termos à disposição informações e conhecimento que ajudem você. Esse ponto foi determinante para elegermos o tema da 6ª Temporada do Coachitório Online. Nesta nova temporada, traremos notícias, informações e fatos atualizados sobre pessoas, carreira e liderança. E mais do que isso, comentaremos cada assunto com o objetivo de mostrar como as informações abordadas podem alavancar a sua vida pessoal e profissional!

  • Ouça todos os episódios desta temporada!

158 – O voluntariado faz bem para a carreira?

Existem várias coisas que podemos incorporar em nossas vidas e aprender como usar de forma positiva, para o bem das nossas carreiras. O trabalho voluntário é um exemplo. Entregar parte do seu tempo e conhecimento em prol de uma causa voluntária é algo muito importante para as pessoas que irão receber os benefícios da atividade voluntária, mas também para o próprio voluntário. Sem falar nos benefícios que uma atividade voluntária faz para as nossas carreiras, pois há ganhos em networking, autoconhecimento, desenvolvimento pessoal, autoestima e do senso de realização pessoal.

Se você preferir, pode assinar este podcast e ouvir em sua plataforma preferida:

Outros episódios que você pode gostar

Transcrição do episódio "158 – O voluntariado faz bem para a carreira?"

Olá, pessoal! Meu nome é Fabiano Goldacker. Sou Coach Executivo da Ponte ao Futuro.

O VOLUNTARIADO FAZ BEM PARA A CARREIRA?

O conceito de competitividade no mercado de trabalho tem mudado consideravelmente, a olhos vistos. O que num dia era vantagem competitiva, no outro já se tornou comum, algo do tipo que todo mundo faz. No entanto, a inteligência emocional, as competências comportamentais, o trabalho em equipe e a capacidade de liderança, entre outros, são alguns atributos que ainda fazem a diferença no mercado de trabalho. Profissionais que procuram desenvolver esses atributos certamente largam na frente quando se trata de serem promovidos ou conseguirem novas oportunidades de carreira.

Mas não é só isso. Tem mais coisas que ainda precisamos incorporar em nossas vidas e aprender como usar de forma positiva para o bem das nossas carreiras. O trabalho voluntário é um exemplo. Entregar parte do seu tempo e conhecimento em prol de uma causa voluntária é algo muito importante! É importante para as pessoas que irão receber os benefícios da atividade voluntária, mas também para o próprio voluntário. E o melhor de tudo é que toda e qualquer pessoa pode fazer um trabalho voluntário, desde que esteja disposta a entregar um pouco daquilo eu falei antes: tempo e conhecimento.

Só que eu acho que a gente ainda ignora os benefícios que uma atividade voluntária faz para a nossa vida e para as nossas carreiras. Os benefícios são vários e dependem de pessoa para pessoa. Mas não há dúvidas de que você terá ganhos em termos de networking, autoconhecimento, desenvolvimento pessoal, autoestima e do senso de realização pessoal, além da boa imagem que fica no seu currículo.

Antes de falarmos mais sobre a importância do voluntariado para as nossas carreiras, é preciso entender melhor o que caracteriza o trabalho voluntário. No ano de 1998 foi promulgada uma lei, a lei nr. 9608, que dispõe sobre o serviço voluntário. De forma resumida, de acordo com a lei, o trabalho voluntário é uma atividade não remunerada, prestada por pessoa física a uma entidade pública ou instituição privada de fins não lucrativos, com objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social. O serviço voluntário não gera vínculo empregatício, nem obrigação de natureza previdenciária ou afim.

Esse conceito é importante porque o trabalho voluntário difere um pouco das atividades assistenciais que muitos realizam, mas confundem com voluntariado. Muitas pessoas dedicam seu tempo de forma pontual para atuar em uma determinada causa e, embora essa ação seja voluntária – no sentido de que a pessoa se propôs a fazer sem receber algo em troca – ela não caracteriza um trabalho voluntário por definição. O que difere essa ação assistencial pontual de um trabalho voluntário é o engajamento e a continuidade. Geralmente, os trabalhos voluntários são realizados de forma contínua, prestados por um determinado tempo para uma mesma instituição.

Isso significa que aquelas horas que dedicamos eventualmente em um fim de semana para atuar em uma atividade pontual não é caracterizada como trabalho voluntário, mas sim como uma atividade assistencial. Essa atividade assistencial é a mais comum de se encontrar e milhões de pessoas no Brasil dedicam de forma eventual parte do seu tempo e conhecimento para ajudar quem precisa naquele momento. Há muito mérito e nobreza nas atividades essenciais, mas elas diferem do trabalho voluntário justamente por conta da continuidade.

Mas além de entender a diferença entre trabalho voluntário e atividade assistencial, é preciso quebrar alguns paradigmas que ainda cercam o voluntariado e fazem com que muitos não façam qualquer atividade assistencial ou voluntária. O principal paradigma, em minha opinião, é a falta de tempo. Devo confessar que já fiz bastante trabalho voluntário, mas atualmente minha dedicação para causas sociais diminuiu muito justamente por falta de tempo. E não é desculpa ou falta de organização, mas sim uma fase da minha vida em que eu precisei reorganizar as diversas atividades em que estou envolvido. Ainda assim, dedico periodicamente parte do meu tempo para uma ação voluntária da qual participo há alguns anos.

Só que muita gente tem tempo de sobra, mas alega não ter tempo disponível para se voluntariar. Muitos dizem que só têm tempo no fim de semana e, sabe como é, o fim de semana foi feito para descansar, passear ou até para resolver coisas pessoais. E eu concordo. Aliás, longe de mim para discordar ou condenar. Mas eu fico me perguntando: será que nunca sobra tempo? Nem durante a semana? Acredito que o tempo existe, mas o que não existe é um bom planejamento para que possamos dedicar tempo de qualidade para atividades voluntárias.

Outros afirmam que até têm vontade de trabalhar de forma voluntária, mas não sabem o que fazer ou onde encontrar uma instituição que precise de ajudar. E eu digo que essa é a parte mais fácil, pois em cada bairro certamente há algumas opções de trabalho voluntário. Igrejas, escolas, ONGs, enfim, é grande a lista de instituições nas quais toda ajuda é bem-vinda. E além da falta de tempo e de local, há também quem diga que não sabe como ser útil, que não tem o entregar para um trabalho voluntário. Acredite: tem muito trabalho a ser feito e certamente eu e você encontraremos uma atividade que poderíamos desempenhar bem.

Quer dizer que é o trabalho voluntário a atividade que fica bem para a carreira e que é aceita pelos recrutadores como algo que pode ser colocado no currículo. O motivo é justamente o engajamento, a continuidade que a pessoa dedica para o trabalho voluntário, pois isso mostra o grau de comprometimento que o indivíduo tem para com as causas que fazem sentido para ele. Para muitos recrutadores, a pessoa que se engaja em uma causa voluntária, por analogia, também vai se engajar no seu emprego se os propósitos organizacionais da empresa fizerem sentido para essa pessoa.

Para quem está em busca de recolocação no mercado de trabalho, o trabalho voluntário é uma excelente forma de se manter em atividade, mostrar serviço e interesse e aumentar o networking. O voluntariado é uma maneira de atuar profissionalmente antes mesmo de ter um emprego formal, ou seja, pessoas em início de carreira ou em momento de recolocação profissional podem aproveitar experiências como voluntárias para agregar valor ao seu currículo.

E não são só as pessoas que estão em busca de recolocação no mercado de trabalho que têm colocado seu tempo e conhecimento à disposição das causas que mais precisam. Há empresas adotando programas de trabalho voluntário a fim de estimular seus colaboradores a se doarem para o voluntariado. Segundo uma matéria divulgada pela consultoria Michael Page, algumas empresas incentivam seus funcionários a se voluntariarem por meio de ações internas em parceria com organizações sem fins lucrativos. Ainda segundo a consultoria Michael Page, o voluntariado traz alguns benefícios importantes para a carreira, tais como: 

  • A oportunidade de conhecer e experimentar ambientes e trabalhos diferentes daquele que a pessoa está acostumada a lidar;
  • A oportunidade de aprender habilidades diferentes daquelas que a pessoa estava acostumada a exercer. Essas habilidades podem, inclusive, ser utilizadas posteriormente na carreira;
  • Networking: o voluntariado permite que a gente conheça outras pessoas do bem, que provavelmente não conheceríamos se não estivéssemos em uma atividade voluntária;
  • Experiência: o trabalho voluntário envolve responsabilidade, engajamento e dedicação, o que resulta em um grande ganho de experiência em pouco tempo. Quem trabalha de forma voluntária certamente percebe os ganhos para a sua carreira que esta experiência lhe traz.

O trabalho voluntário tem ganhado tanta importância que já há muitos profissionais que abdicaram de suas carreiras para seguir uma carreira voltada ao trabalho voluntário. São os chamados empreendedores sociais. Na maioria das vezes, esta é uma atividade remunerada (o que faz com que ela deixe de ser voluntária), mas que consistem em desenvolver as pessoas que desejam trabalhar de forma voluntária. Os empreendedores sociais também se dedicam à gestão de organizações sem fins lucrativos, desenvolvendo um estilo de gestão que torna essas ONGs muito mais eficientes. Esses profissionais planejam e organizam as ONGs e nelas adotam indicadores de desempenho e outras coisas muito parecidas com o que as empresas têm (ou deveriam ter).

Fala, galera do Coachitório Online. 

Eu tenho a honra de conhecer alguns empreendedores sociais e sou favorável para que cada instituição tenha um profissional desse à frente dos seus trabalhos, assim como sou favorável que todo profissional tenha que ter passado por uma experiência de trabalho voluntário, pois o voluntariado oferece a chance de se ganhar experiências e habilidades que um ambiente de trabalho regular não pode oferecer. 

Fica, então, a pergunta: você já atuou ou está atuando em alguma causa voluntária? Eu quero ouvir você. Deixe a sua mensagem em nossas redes sociais ou escreva para fabiano@ponteaofuturo.com.br Ficarei muito feliz com a sua mensagem.

Esse é o Coachitório Online. Obrigado a você que sempre acompanha os episódios do nosso podcast sobre pessoas, carreira e liderança. E por isso eu tenho um pedido: escolha um episódio para compartilhar com seus amigos nas suas redes sociais e lembre-se também de apertar o botão para seguir o nosso podcast, pois assim a gente aumenta o número de pessoas que acompanha o Coachitório Online. Para você que está chegando agora, seja bem-vindo. Temos vários episódios para você ouvir e curtir, feitos com muito carinho para você!

Também quero te convidar a conhecer a Jornada! É um processo que nós desenvolvemos para promover o seu crescimento pessoal e profissional por meio da metodologia e das ferramentas do Coaching. Tudo isso online! E o melhor de tudo: todo esse processo será conduzido pelo melhor Coach que você já conheceu: você! Conheça a Jornada e seja Coach de si mesmo! Para ter mais informações sobre a Jornada, é só clicar no link deste post.

Encontro você no próximo episódio! Um abraço!