Eu sei que este tema tem sido recorrente aqui no blog da Ponte ao Futuro. Mas, muitas pessoas estão procurando por processos de Coaching, para recolocação profissional ou para crescer profissionalmente na empresa em que trabalham. Por isso, a gente acaba sempre falando do mesmo assunto: os motivos que levam a pessoa a querer trocar de emprego, de empresa ou até mesmo de carreira.

Em um post que publicamos anteriormente neste blog, comentei sobre a importância de ter uma resposta convincente (para você, e não para o entrevistador!) quando lhe perguntarem porque você quer trabalhar na empresa em que está sendo entrevistado. Pode parecer um tanto esquisito, mas saber quais são os motivos que levam uma pessoa a querer mudar de emprego ou carreira é o primeiro passo para uma transição bem-sucedida.

Deixa eu explicar o motivo: em muitos casos, as pessoas querem fazer a mudança porque estão em rota de fuga. Soou o alarme de emergência em suas carreiras e, de repente, ela se vê na urgência de fazer uma mudança. Quando a rota de fuga é adotada, qualquer lugar acaba parecendo melhor do que o lugar em que a pessoa está hoje.

Infelizmente, isso serve não só para a vida profissional, mas também para a vida pessoal. As pessoas em rota de fuga querem, simplesmente, deixar o lugar em que estão.

Quando este é o motivador principal, a transição profissional não será planejada e, provavelmente, a pessoa não terá uma resposta adequada caso lhe perguntarem porque ela quer trabalhar na empresa em que está sendo entrevistada. Ela dirá que é porque não quer mais ficar onde está, mas dirá isso somente para si mesma.

Muita gente se encaixa nesta situação. Creio também, que quase todas as pessoas passam por uma crise como essa ao longo de sua vida profissional. Este Coach que vos escreve também já teve seus dias de rota de fuga, isso quer dizer que é um sentimento natural. Pois, muitas vezes, não nos damos conta que o ambiente, as pessoas com quem a gente trabalha ou a liderança são nocivos para nós.

Porém, isso acaba minando a nossa energia como se fosse uma doença silenciosa e, quando percebemos, tudo o que queremos é uma saída urgente daquele lugar em que estamos.

Apesar de ser uma situação comum, eu sempre lembro a pessoa que está em rota de fuga do seu emprego ou da sua carreira, que é importante ter certeza de que o lugar para onde ela está indo é o lugar certo. É importante que ela tenha certeza que o próximo trabalho é melhor do que ela tem hoje. Que as pessoas e a liderança sejam positivas e tenham boas energias.

Digo isso, porque esses são os fatores que atraem, mas que também repelem as pessoas do trabalho: um clima organizacional ruim, liderança mal preparada ou ineficaz e condições de trabalho inadequadas. Analise bem o que você vai encontrar no seu próximo trabalho antes de tomar qualquer decisão, dessa forma, você poderá se prevenir de um arrependimento futuro.

Em nosso blog, dois textos específicos irão complementar bem essa leitura: um deles vai falar sobre sobre demissão e, o outro, sobre o momento importante da entrevista de emprego. Vale muito a pena conferir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.