Recentemente, uma pessoa me perguntou qual é a diferença entre ser produtivo e estar ocupado. É uma boa pergunta! Para mim, a resposta é um tanto clara: ter várias coisas para fazer (estar ocupado) não significa que realizaremos todas com a atenção e qualidade que as tarefas merecem.

Mas, eu confesso que a resposta que eu dei foi mais inquietante para mim do que a própria pergunta, pois ela me fez pensar se eu estou sendo, de fato, produtivo.

Descobri que precisava buscar conhecimento sobre o assunto e eis que, numa dessas felizes obras do destino, me deparo com um livro que traz muitas dicas legais sobre produtividade.

Como o próprio título do livro anuncia, “100 drops de hiperprodutividade” traz inúmeras dicas, técnicas e ferramentas que podem nos auxiliar a sermos mais produtivos e, arrisco a dizer, mais felizes.

O livro, lançado no final de 2018, é fruto da dedicação, pesquisas e experiência do seu autor, Alexandro Rodrigo de Sá, um dos melhores gestores de Desenvolvimento Humano e Organizacional que já tive a oportunidade de conhecer.

Para facilitar a nossa caminhada ao longo das suas páginas, o livro está organizado em temas muito específicos, mas de profunda relevância para a nossa vida: o corpo, a mente, a alma, as finanças e as técnicas que podemos utilizar.

Organizados desta forma, pode-se afirmar com segurança que os temas contemplam de forma perfeita o que, no Coaching, chamamos de Roda do Equilíbrio.

Além das várias dicas e ferramentas que o livro apresenta, duas coisas ficam muito claras logo que você começar a ler. A primeira é que dificilmente conseguiremos aplicar todas as dicas de hiperprodutividade sugeridas (que são bem mais do que 100…), mas isso não nos impedirá de sermos produtivos.

E esse insight me leva à segunda constatação: produtividade, assim como a felicidade, é uma questão de escolha. Nós podemos escolher entre somente estarmos ocupados ou sermos produtivos.

Esse insight é libertador porque faz com que a gente possa assimilar e aplicar as dicas, técnicas e ferramentas que mais fazem sentido de acordo com o nosso estado atual de vida e que mais nos ajudarão a ser produtivos neste momento.

A leitura do livro é leve e rápida. Mas eu confesso não é um livro fácil… Digo isso porque ele é instigante. Cada página traz uma provocação, um convite para colocarmos em prática aquela dica, pois em cada dica sobre produtividade que o livro traz tem um check-box que diz “vou fazer”, para que o leitor assinale e assim possa separar as dicas que mais lhe fazem sentido e possa começar a aplicá-las.

É por conta disso que eu penso que “100 drops de hiperprodutividade” é mais do que um livro. É uma espécie de manual que permite que a gente viva melhor nos dias de hoje, em meio a todo stress e ansiedade que afetam tanta gente. O livro vale a pena! Valerá mais ainda se aplicarmos esses drops no nosso dia-a-dia.

FICHA CATALOGRÁFICA:

SÁ, Alexandro Rodrigo de. 100 drops de hiperprodutividade. Blumenau: 3 de Maio, 2018.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.