Imagine a cena: a pessoa chega na empresa para ser entrevistada, desejando muito conseguir a vaga. Está ansiosa e, para garantir que vai se sair bem, decide se preparar para a entrevista. Busca algumas dicas na internet ou com alguns colegas, certa de que saberá responder bem às perguntas e que a conversa será legal.

Acho que todo mundo já passou por um momento como esse. Só que, por mais que a gente se prepare, parece que sempre há uma pergunta para a qual nunca estamos devidamente preparados: falar sobre nossos pontos fortes e pontos de melhoria.

Essa pergunta é um tanto quanto “batida”, mas continua sendo muito importante, pois é neste momento que mostramos o quanto conhecemos de nós mesmos e o quanto estamos seguros para falar sobre nossos pontos de melhoria, mas também sobre nossas características positivas. Penso ainda que mais importante do que a resposta é a facilidade para falar a respeito.

Só que o problema está justamente na nossa falta de preparo para dar essa resposta. Veja bem, não se trata de decorar algumas características sobre nós. Ou pior, de inventar algumas. Tem a ver com saber o que dizer. Esse é o singelo objetivo deste texto!

Então, que tal fazer um exercício bem simples? Vou listar algumas perguntas, que vão lhe auxiliar a identificar os seus pontos fortes e pontos de melhoria. Pegue um papel e uma caneta e vamos lá!

PONTOS FORTES

  • Quais habilidades você tem?
  • Quais são as coisas que você faz que te rendem elogios?
  • Quais são os princípios (valores) dos quais você não abre mão?
  • Quais características de comportamento ou atitude que você admira nas outras pessoas? Você as tem?

PONTOS DE MELHORIA

  • Quais características de comportamento ou atitude que você admira nas outras pessoas e que você não tem?
  • Quais são os comportamentos e atitudes de outras pessoas que te irritam? Você os tem?
  • Quais são as coisas que te deixam ansioso ou te incomodam?
  • Quais são as coisas que lhe foram mencionadas em feedbacks que você já recebeu?
  • Quais são as coisas que você deseja realizar, mas ainda não fez? Por quê?

Talvez você não consiga responder estas questões num instante, em questão de minutos. Não tem problema. Aliás, acho até que é melhor deixar esta lista em aberto por alguns dias, pois garanto que depois de olhar para as perguntas acima você conseguirá observar melhor a si mesmo e ao feedback das pessoas e do ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.